Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dizer não ao retrocesso social

Quarta-feira, 06.06.12

Lutar contra a degradação do poder de compra; congelamento dos salários; roubo nos subsídios; corte de feriados; banco de horas; mobilidade forçada; adaptabilidade de horários; despedimentos e desemprego; destruição dos serviços públicos; extinção de freguesias e aniquilação do poder local democrático.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por oblogdopovo às 02:42

Paio Pires FC despromove Alcacerense

Segunda-feira, 04.06.12

Realizou-se este domingo a derradeira jornada do Campeonato Distrital da 1ª Divisão na AF Setúbal. Naquele que seria para o Paio Pires, apenas e só, um jogo para cumprir calendário, acabou por se revestir de uma importância extrema na última decisão sobre quem descia... Alcacerense ou 1º de Maio. Os homens de Sarilhos tinham, à partida, tarefa mais fácil dado que recebiam o já despromovido Luso FC (Barreiro). Assim, só a vitória interessava ao conjunto de Alcácer mas, desde cedo, se percebeu quem mandaria na contenda. Os paiopirenses - tal como O BLOG DO POVO presenciou - apresentaram uma formação desinibida e, de tal maneira personalizada, que baralhou completamente os visitados, obrigando estes a um futebol pouco fluído e sem resultados práticos. Luís Almeida, Bruno Martinho e André Brites selaram o 1-3 com que terminou o encontro. Destaco ainda a falta de fair-play das gentes da casa que, de cabeça perdida, não só atiraram um petardo à massa associativa do Paio Pires, como também tentaram e quiçá agrediram o trio de arbitragem. Cenas lamentáveis que em nada dignificam o desporto numa 'guerra' que já vinha da temporada anterior, despoletada pelos adeptos do Alcacerense e que, em abono da verdade, me leva a dizer ter-se escrito direito por linhas tortas e, desta forma, a descida de divisão afigura-se como o justo prémio para quem não sabe minimamente estar no futebol.

Da esquerda para a direita: Telmo, Gelson, Moreira, Longo, Bruno, João Lourenço, Laranjeira, Rafa, Brites, Luís Almeida e Ricardo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por oblogdopovo às 09:15

Contra a extinção de freguesias

Sábado, 02.06.12

Tal como foi divulgado, realizou-se esta tarde uma grandiosa manifestação em defesa do poder local democrático e na qual, para além do 'Blog do Povo', estiveram presentes centenas de munícipes solidários com a causa apesar da chuva 'fascista' que não atrapalhou a luta, não só dos comunistas, mas também de outros quadrantes políticos à qual esta luta é completamente transversal. Assim e para os mais interessados, deixo aqui a moção aprovada por unanimidade e aclamação no final das intervenções no Jardim do Fogueteiro, precedida por um tema de José Afonso no qual ele evoca a freguesia da Aldeia de Paio Pires...

O Parlamento aprovou no dia 13 de Abril com os votos favoráveis do PSD e CDS, promulgado por Cavaco Silva em 17 de Maio e publicado em Diário da República, que aponta para a extinção de centenas de freguesias.

Esta legislação a ser aplicada representaria um grave atentado contra o poder local democrático, os interesses das populações e o desenvolvimento. Está demonstrado que a proposta do Governo visa, única e exclusivamente, extinguir freguesias. A coberto do anunciado 'reforço de coesão', o que daqui resultaria seria mais assimetrias e desigualdades. Juntar os territórios com mais meios e com mais população, com os que têm menos meios ou menos populosos - em áreas urbanas ou rurais - traduzir-se-ia em mais atracção para os primeiros (os que sobreviveram como freguesias) e afastamento dos segundos (os que verão as suas freguesias liquidadas). Ou seja, mais abandono, menos investimento, menos serviço público, menos coesão e menos democracia.

Outra das falácias utilizada são os 'ganhos de eficiência e de escala' que resultariam da 'libertação de recursos financeiros' quando na verdade o que sucederia era uma menor proximidade e resposta directa aos problemas das populações, com menos verbas e recursos disponíveis. Porque o que está garantido pelo Governo, é um novo corte de verbas no Orçamento de Estado em 2013, mesmo as chamadas 'majorações' de 15% para as freguesias que se agregarem, sairão do fundo de financiamento das mesmas, isto é, seriam retiradas ao montante destinado ao conjunto das freguesias e mesmo as hipotéticas novas competências seriam constituídas à custa dos orçamentos municipais.

Uma verdadeira reforma administrativa do território que se pretendesse séria e tivesse como objectivo servir melhor a população aprofundando a democracia deveria, ao contrário da liquidação de centenas de freguesias, criar as condições e afetação dos meios indispensáveis ao exercício das atribuições e competências que hoje lhe são negadas e, ao mesmo tempo, concretizar a regionalização como a Constituição da República determina, indispensável a um processo de descentralização que se pretende coerente, a uma reforma da administração pública nacional, ao desenvolvimento económico regional e à defesa da autonomia municipal.

Importa referir que as freguesias representam somente em termos de orçamento de Estado 0,098% do total, em nada contribuindo para a dívida pública e fundamentais para a coesão do território e desenvolvimento local, ficando desta forma clara a intenção do Governo - atacar o poder local, os direitos das populações e dos trabalhadores.

A liquidação de centenas de freguesias representaria um enorme empobrecimento democrático, com uma redução de mais de 20.000 eleitos no poder local que intervêm activamente na vida das suas comunidades, enfraquecimento da afirmação, defesa e representação dos interesses e aspirações das populações que a presença de orgãos autárquicos assegura, o aprofundamento das assimetrias e perda de coesão (territorial, social e económica), o acentuar da desertificação e um ataque ao emprego público, pois milhares de trabalhadores das freguesias extintas cujo destino será o despedimento ou a mobilidade.

No caso concreto do município do Seixal, a aplicação desta lei teria contornos ainda mais absurdos. O concelho tem 160.000 habitantes e é o segundo do país no número de habitantes por freguesia. Cada uma promove e reflecte a coesão do todo geográfico do município, onde prestam serviços públicos locais de excelência, optimizando os seus próprios recursos e partilhando-os sempre que necessário. Caracterizam-se ainda pelo seu pujante e dinâmico movimento associativo, sendo muitas dessas instituições centenárias. As Juntas de Freguesia no município do Seixal reflectem a sua identidade própria, nas suas diferenças e consagram em cada uma, as suas razões de natureza histórica, cultural, social e outras.

A Assembleia Municipal do Seixal, as Juntas e suas Assembleias de Freguesia, rejeitaram reiteradamente a possibilidade de agregação ou extinção de qualquer uma, defendendo de forma inequívoca a manutenção das seis freguesias presentemente existentes respondendo, desta forma, aos legítimos anseios da nossa população.

Em conclusão importa ainda salientar que, por todo o país, esta proposta do Governo tem merecido rejeição, sendo disso exemplo a grande manifestação nacional de freguesias do dia 31 de Março convocada pela ANAFRE e por plataformas contra a liquidação, que constituiu uma inapagável resposta das populações em defesa da sua identidade e raízes, uma poderosa expressão de afirmação dos seus direitos e identificação com as suas freguesias e respectivos orgãos autárquicos tal como já o fôra o Congresso da ANAFRE, em 2 e 3 de Dezembro de 2011, o Encontro Nacional de Freguesias em 10 de Março de 2012, assim como as múltiplas manifestações de descontentamento, conjuntas ou de cada freguesia e município.

Assim, os eleitos e trabalhadores, bem como o movimento associativo e toda a população presente nesta grande acção de rua em 2 de Junho de 2012, delibera:

1. Manifestar a sua oposição a qualquer proposta de liquidação e defender o actual número de freguesias, por aquilo que elas representam para as populações, bem como o reforço das suas competências e meios financeiros.

2. Exortar a ANAFRE e a ANMP a não pactuarem com este processo, não indicando representantes para a chamada 'unidade técnica'.

3. Promover e apelar à subscrição do abaixo-assinado contra a extinção de freguesias.

4. Apelar a todos os autarcas, aos trabalhadores das autarquias, ao movimento associativo e à população, para o prosseguimento da luta e das diversas acções, contra a extinção de freguesias e em defesa do poder local democrático.

Seixal, 2 de Junho de 2012 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por oblogdopovo às 17:29

Dia de luta pelo poder local democrático

Sábado, 02.06.12

Face à ameaça de extinção das muitas freguesias planeada pelo governo, ao estrangulamento financeiro e ataque à soberania das autarquias que constituem uma ameaça real ao poder local democrático, a delegação de Setúbal da Associação Nacional de Freguesias, sugeriu a marcação para hoje de acções de luta descentralizadas nos vários concelhos do distrito setubalense.

 


SEIXAL (14h30): Concentração na rotunda da Cruz de Pau com desfile até ao Jardim do Fogueteiro.

ALMADA (15H00): Concentração na Praça Gabriel Pedro com desfile até aos Paços do Concelho.

MOITA (10H00): Concentração na Praça da República.

BARREIRO (10H00): Concentração na Rua Miguel Bombarda frente à Santa Casa da Misericórdia.

PALMELA (10H00): Concentração no Largo do Ponto Novo, Quinta do Anjo.

SETÚBAL (20H00): Festival Popular no Largo José Afonso.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por oblogdopovo às 02:45

Salvaguardar a imagem da freguesia

Sexta-feira, 18.05.12

Saúdo todos por esse mundo fora que visitam esta página e, em especial, aqueles que por qualquer razão estão ligados à nossa freguesia. Hoje tomo a liberdade de usar este 'meu' espaço para, sem ferir susceptibilidades, deixar aqui alguns reparos construtivos que poderiam, na minha óptica, contribuir para a não degradação visual em pequenos pormenores da via pública. E quando digo que não quero abalar consciências, estou obviamente a levar em linha de conta que também já fui autarca desta força política e, sem dúvida, reconheço nesse mandato ter ficado bem longe da perfeição devido a motivos que só eu saberei dissecar. Para já, são apenas três as situações que quero aqui denunciar. Bem sabemos que os tempos são outros e complicados em virtude das forças de bloqueio impostas pelo poder central mas, dada a maior ou menor complexidade de cada caso, julgo ser possível fazer-se algo. A primeira é uma antiga 'guerra' minha na estrada que liga Cucena à zona histórica. Trata-se da placa onde supostamente estamos a entrar em Paio Pires. Creio que até se pode evitar a retirada da mesma acrescentando a informação de entrada no centro da localidade mas, ao mesmo tempo, penso que devia ser colocada outra onde, na verdade, começa a freguesia devolvendo simultaneamente uma melhor imagem para quem entra na nossa Aldeia já de si meio banalizada pelas populações adjacentes. Continuando nas placas passo ao segundo caso. Trata-se de um 'outdoor' do Partido Social Democrata na zona da Igreja Evangélica. A minha questão é só uma: não estará na hora de retirar dali aquele 'mamarracho' anti-cultural que atacava, sem precedentes, uma tradição taurina que é e sempre será nossa contra a vontade dos menos aficionados? É que já nem se consegue, tão pouco, 'ver um boi' do que lá está inscrito. Ficando ali pela zona passo à terceira situação. Algures entre a Egas Moniz e a avenida Aldeia de Paio Pires, encontra-se a famosa urbanização embargada onde até já uma grua não provocou danos de outro calibre quiçá por milagre divino. Bem sei que está ali um grande imbróglio de resolução complicada mas, estaremos nós à espera que alguma criança faça também de grua ao esbarrar no solo e só pela lei da tragédia se defina de uma vez por todas alguma evolução naquela espécie de bancada lateral do Parque de Jogos Vale da Abelha? Saudações paiopirenses...!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por oblogdopovo às 01:59

Obrigado e até sempre Luciano Costa

Quarta-feira, 16.05.12

Este é um daqueles 'posts' que, em abono da verdade, preferia não editar. Faleceu o Luciano Costa, ex-presidente da nossa colectividade, com quem privei na fase em que dirigi o jornal 'Notícias do PPFC'. Sempre cordial comigo e demais colegas da publicação, mesmo quando o assunto beliscava ligeiramente os orgãos sociais. Era um homem afável e... só consigo endereçar as condolências à família enlutada neste mês que, cruelmente, está a ser nefasto para a família paiopirense com o desaparecimento de antigos dirigentes do nosso emblema.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por oblogdopovo às 12:31

Todos ao estádio pelo 'tio' Joaquim

Domingo, 13.05.12

Hoje decidi deixar aqui um apelo sentido à massa associativa do Paio Pires Futebol Clube, bem como aos demais adeptos, para comparecerem no nosso reduto neste jogo contra o Desportivo de Portugal e fazer-se a devida homenagem ao 'tio' Joaquim, como carinhosamente lhe chamávamos. Deixou-nos esta semana mas vai continuar sempre presente e faço minhas as palavras do Manuel José aquando do funeral para, com todo o respeito, substituir-se o minuto de silêncio por uma grande ovação em memória de alguém que amava como poucos a nossa Instituição e muito dedicou à mesma. Até sempre meu grande amigo... 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por oblogdopovo às 01:00

De Paio Pires para o mundo

Quarta-feira, 09.05.12

A todos o meu agradecimento pela visita e sejam bem vindos. Começo hoje e aqui uma nova experiência a solo depois da minha participação por convite, que mantenho, no Blog que Faltava em parceria com dois grandes amigos. Henrique Correia e António Pedro Ribeiro. Um abraço também para eles. Decidi criar o Blog do Povo no intuito de poder publicar as minhas visões do momento mais personalizadamente e, deste modo, assumindo os meus 'posts' com exclusiva e total responsabilidade. Obrigado e espero que gostem... 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por oblogdopovo às 05:55